Início    ACE    Biblioteca    Atas    Croquiteca    Links    Blogs    Fotos    Anúncios    Inscrição    Associados    Participantes
 Locais Detonados     Denuncie     Relate Acidente     Notícias     Fale Conosco     Área Restrita     Registrar Croqui 
"Quando falares, cuida para que tuas palavras sejam melhores do que o teu silêncio." autor desconhecido

  Via Pontão de Ibituba
Pontão de Ibituba - Baixo Guandu
Catalogada por Alex
Graduação:  5° VI+ A1  
Data da conquista:  07/Jul/98 
Conquistadores:  Jóse Ivan Calou Filho
Luis Gustavo Telles
Ricardo de Moraes
Jean Pierre Von Der Weid
Croqui     Veja quem escalou     Registre infos     Veja mais Infos


voltar pro início da página


ZéMárcio (José Márcio Moraes Dorigueto)   Tel: 27/981199450 04/07/2016 15:49:03
   Finalizada   Em:03/07/2016
A linha da via é sensacional mas as proteções a inviabilizam. Ficou uma via perigosa.


Eric (Eric Penedo)   Tel: 27/99464288 04/07/2016 10:23:06
   Finalizada


Zudi (Zudivan Peterli)   Tel: 27/92430159 25/04/2016 19:11:05
   Finalizada


PA (Maurício Sartori)   Tel: 27/98900068 06/04/2016 19:59:43
   Finalizada


Sandro (Sandro Rodrigo Aniceto de Souza)   Tel: 27/92270048 27/10/2015
   Finalizada
voltar pro início da página


Se for inscrito no site clique aqui para fazer Login


Registre mais informações sobre a via
*Nome: 
Email: 
Telefone:   
Data:
    *Relato:
 
voltar pro início da página


Infos de quem escalou a via
Mais algumas informações:
A via pega sol o dia inteiro.
Quanto à aproximação, dá pra entrar com o carro dentro do pasto após o curral. Não precisa ser 4x4. Seguir uma estradinha dentro do pasto até o final, de frente para a cerca com uma porteira, de onde já se avista a pedra.
Aproximação curta, 15min na ida (descida) e 20-30 min na volta (subida). Trilha limpa em boas condições.
Data de referência: 04/07/2016.
Eric Penedo 04/07/2016 11:05:05
Eu, Zé Marcio e Porko fizemos a segunda repetição da via, pelo menos que se tem registro, uma vez que o livro de cume estava avariado.
Deixamos uma nova marmita com um novo livro junto com a marmita antiga, que estão sob uns blocos soltos na subida para o cume principal, que é o terceiro bloco contando no sentido que se chega da via.
A primeira enfiada, apesar de exposta, é bem facil. Parada em grampo único conforme croqui.
A segunda enfiada, apesar de difícil, está mais protegida. Zé passou o artificial em livre, e concordamos com a graduação de 6sup. Existe uma informação faltando no croqui, onde ao lado do segundo grampo de 1/2" (com olhal de 1/4"), após a sequência de grampos de 1/4" (A1), existe um grampo de 1/4". Na subida, a parada pode ser feita aí pela possibilidade de equalização, apesar de o local ser desconfortável. Na descida, não utilizamos esta "parada dupla" devido ao pequeno tamanho do olhal dos grampos, evitando danificar as cordas no rapel. O opção mais confortável para a P2 é o primeiro grampo de 1/2", que utilizamos na descida. Atenção para a dificuldade de comunicação a partir deste ponto. Não dá pra ver o guia na terceira enfiada e tivemos problemas na comunicação devido ao forte vento, inclusive frio!
A terceira enfiada, apesar de mais fácil que a segunda, está longe de ser fácil, e é muito exposta! Na nossa opinião um E4. Muito cuidado com as agarras quebradiças! A parada em grampo único pode ser duplicada com móveis em uma laca (friends tamanho 1 ou 2? não sabemos o tamanho ao certo pois não levamos).
O trecho final da caminhada final até o cume tem uns 10m ainda inclinado (2 grau?), que pode ser protegido com móvel da laca. Laçamos um grande bloco no topo para utilizar como parada, mas achamos que também é possível fazer uma parada em móvel na base dos blocos.
A partir daí é só caminhar contornando os blocos pela esquerda, entrar em uma vegetação e subir entre o segundo e o terceiro bloco até o cume.
Quanto à duração da escalada, sugerimos D2.
Material para repetição:
- 2 cordas de 60m
- 8 costuras
- estribo (opcional)
- móveis (opcional)
Data de referência: 03/07/2016.
Eric Penedo 04/07/2016 10:55:52
voltar pro início da página



©2003-2020  José Márcio M Dorigueto   -  Melhor visualizado em 1024x768