Início    ACE    Biblioteca    Atas    Croquiteca    Links    Blogs    Fotos    Anúncios    Inscrição    Associados    Participantes
 Locais Detonados     Denuncie     Relate Acidente     Notícias     Fale Conosco     Área Restrita     Registrar Croqui 
"Os libertos são mais generosos que os egoístas." Guilherne Lima Gontijo

  Via Terra Prometida
Pedra do Penedo de Itarana - Itarana
Catalogada por Naoki
Graduação:  6o, VII, D2, E3 
Tamanho:  300m 
Nº de enfiadas:  10 
Material necessário:  2 cordas de 60m
3x Camalot #1-#4
2x Camalot #.5, #75 e #6
1x Camalot C3 #0 - #2
6 costuras (algumas longas)
Muitas fitas (60cm - 120cm) 
Data da conquista:  29/Abr/2018 
Conquistadores:  Caio Salomão Amador  (aFeto)  Tel.27/8839.4135
Naoki Arima  (Naoki)
Da escalada:  COMO CHEGAR:
Saindo de Vitória, tome a BR-101 em direção ao norte do estado e depois vire à esquerda em Fundão em direção à Itarana, passando por Santa Teresa.
Em Itarana, na praça central, vire à esquerda, contorne a praça pelos fundos, cruze a ponte e siga sempre pela principal.
Zere o odômetro na ponte e siga em direção à Afonso Cláudio. Sete quilômetros depois irá passar por uma fábrica abandonada à esquerda e a direita a pedra já estará visível. Um quilômetro à frente, saia da estrada e tome à direita, numa saída pouco clara. Mais a frente, a 800m, estacione o carro em frente a uma propriedade e procure o Sr. Joaquim para solicitar passagem.

APROXIMAÇÃO:
Logo depois deste sítio, há uma porteira que leva aos fundos do terreno. Siga sempre pela estrada pouco demarcada no pasto até o fim. Quando chegar na mata, procure o início da trilha que leva em direção à pedra. Este trecho é marcado por uma série de clareiras aberta pelos lenhadores. Basta ir seguindo até chegar na pedra.
O início da via está na parte da direita da aresta, já quase junto à ao grande diedro/chaminé. Da base é possível ver as primeiras proteções da 1a enfiada.
A caminhada dura aproximadamente 30 minutos.

SOL/SOMBRA:
A parede está com a face voltada para sul com sombra o dia inteiro no inverno.

1a enfiada - A via começa ao lado de uma grande chaminé (10m) com um pequeno lance de boulder na saída para ganhar uma virada. Esse lance é protegido com um Camalot pequeno na agarra de saída. Depois segue pela face em proteção mista até o platô de mato onde fica a parada natural. 30m, VI, 4 costuras, Camalot #.4, #2 e #3.

2a enfiada - A via segue à esquerda por um sistema de fendas até o fim e depois desescala o lance, faz uma pequena travessia e entra numa fenda/chaminé com árvore até a próxima proteção fixa. Na travessia há um lance técnico e depois há outra proteção fixa. Depois, a via segue pela laca em móvel para ganhar o cume do totem, onde está a parada fixa. 30m, VI, mista. A partir dali faz-se um rapel de 25m para fazer um pêndulo para ganhar um platô de mato onde está a parada fixa.

3a enfiada - A via segue pela esquerda em móvel por algumas lacas para ganhar um platô e depois entrar numa oposição com um tetinho no final onde há uma chapeleta. Depois a via segue pela esquerda por uma fenda frontal até ganhar um platô sujo e seguir em diagonal até a parada natural. 30m, VI, mista.

4a enfiada - A enfiada segue pelo lado esquerdo do grande totem, em oposição, e segue até um grande platô descaído que fica a uns 40m. Enfiada longa e bonita com alguns trechos sujos e expostos. 40m, VI, móvel (incluindo 2x #5). Parada natural.

5a enfiada - A via segue pelo diedro protegendo em várias lacas suspeitas até a base do teto. A virada do teto é pela fenda da direita que depois vira uma linda fenda frontal até o platô. 30m, VI, móvel. Parada natural. Cuidado com as pedras soltas.

6a enfiada - É um lance curto para ganhar o segundo platô onde fica um outro platô. 10m

7a enfiada - A via segue pelo outro lado da aresta. A enfiada inicia com um longo lance até uma árvore grande que fica à direita. Depois dessa árvore há uma fenda por onde se ganha um platô e segue em trepa bloco até o crux da enfiada, onde há uma chapeleta. Depois a via segue em direção ao topo de um bloco que fica na aresta da pedra. 30m, mista, VI.

8a enfiada - A via segue pelo lado direito da aresta para ganhar a primeira proteção fixa que fica escondida da parada. Depois, a via vira a aresta e segue pela face em misto até a parada móvel que fica na base do headewall (parada com #.75-#2).

9a enfiada - Linha em travessia pela vegetação para ganhar um platô protegido com duas chapas e depois faz se um pequeno lance em A0 antes de entrar no trepa mato para dominar o platô. Parada em móvel (peças pequenas).

10a enfiada - A via segue pela linha óbvia das oposições em direção ao cume. A rocha é um pouco suspeita e aceita apenas peças pequenas. No final da oposição, antes do teto, há uma proteção fixa. Depois a via sai pela esquerda em direção ao cume. A parada está numa árvore seca que fica no cume da parede.

DESCIDA - Do cume, procurar a aresta da pedra onde há uma parada fixa, após um curto rapel ou desescalada. Desta parada um rapel de 60m leva até a P7 da via. Da P7, outro rapel longo leva até a P5 da via. Da P5 para P4, 30m; da P4 para P3, 40m; da P3 para P2a, 30m; da P2a um rapel de 58m leva até um platô com árvore. E desta árvore até a base são mais 50m.

+ infos em http://naokiarima.com.br/croquiteca/es/regiao-serrana/escalada-na-regiao-de-itarana-e-itaguacu/itarana/pedra-do-penedo-de-itarana/
Fotos     Croqui     Veja quem escalou     Registre infos    


voltar pro início da página


voltar pro início da página


Naoki (Naoki Arima) 05/11/2019 16:18:27
   Finalizada
voltar pro início da página


Se for inscrito no site clique aqui para fazer Login


Registre mais informações sobre a via
*Nome: 
Email: 
Telefone:   
Data:
    *Relato:
 
voltar pro início da página



©2003-2020  José Márcio M Dorigueto   -  Melhor visualizado em 1024x768